sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Brexit - um fim, um começo ou apenas uma ocorrência?


Hoje é, verdadeiramente , o primeiro dia do Brexit (ou pelo menos o verdadeiro primeiro dia do começo do Brexit, que até dia 31/12/2020 tem de ficar decidido se há ou não acordo entre a UE e o RU).
Mas... E o que significa isto? Não entrarei em análises políticas ou socio-economicas que não me reconheço a competência, o necessário entendimento ou conhecimento do caso em causa. Por mais artigos, opiniões e afins que leia sobre o caso (sendo que em muitos casos são contraditórios, restando-nos a nós apenas o escolher uma das análises feitas por peritos, ou especialistas - tão em voga nos dias de hoje, como os virais, ou a preguiça do pensamento). Assim só me resta uma última análise, o que significa para mim! Quando se deu o referendo assisti com um entusiasmo de puro voyeur, com uma preocupação exacerbada pelas palavras e dizeres dos media. Depois, assisti como quem assiste a uma novela. Dava uma ou outra opinião saída de uma das escolhas explicadas acima, até que, tendo a novela demasiados episódios, canso me e mudo de canal, ou novela, passando de vez em quando por esse canal, mas já aborrecia tanto que nem uma personagem como Boris Johnson já mo conseguiu vencer. 

O que eu penso: que retirando as grandes análises sobre o que vai acontecer, sintetizadas num texto, vai haver uma adaptação natural. Vai haver algumas pessoas afectadas, mas que se adaptarão á sua nova vida - pois "a vida continua", e o jogo do Benfica ou do Manchester terá um efeito mais emocionante a médio longo prazo (afinal viverão apenas um Brexit, enquanto viverão vários jogos). Nas empresas o mesmo acontecerá, mais um pouco de burocracia, mais umas taxas, umas perdas, mas haverá as que saberão tirar partido, e as outras imita-las-ao. E com o tempo ter a Gra- Bretanha fora da União Europeia (se entretanto não ficarmos com a Escócia e Irlanda, e aí, em vez dos atuais 28, que iriam a 27, ficaríamos com 29, que são as matemáticas económicas e políticas).
E no final está novela, cairá no esquecimento, como caiu a entrada do RU (oh mais recentemente a de Portugal, com uma afectação muito superior ao português).

Sem comentários:

Publicar um comentário